[ editar artigo]

Os games e o ensino de programação

Os games e o ensino de programação

Os games eletrônicos atraem pessoas de todas as idades, no Brasil 42% da população joga algum tipo de game e o faturamento anual nacional é cerca de $1,5 bilhão. O mercado vem se expandindo em todo o mundo e ganhando valorização, investimentos e o interesse de milhares de pessoas que sonham em trabalhar profissionalmente na área programação e games.

O Brasil sempre importou, mas já conta com desenvolvedores nacionais, através das empresas especializadas no setor e também, vem se destacando no mercado internacional. Apesar de ser o sonho de muita gente seguir carreira, ainda há escassez de profissionais capacitados. É preciso uma excelente preparação e conhecimento, além de habilidades específicas que só são possíveis serem desenvolvidas, através do ensino de games, programação e robótica.

Para ser um excelente profissional de games e se destacar, não basta apenas conhecer os jogos e saber como jogá-los. É preciso conhecimento em diversas áreas. Por esta razão, o ensino de programação e robótica para crianças e adolescentes é essencial para garantir o contato ao universo tecnológico e para que possam desenvolver habilidades como raciocínio lógico, tomada de decisões, trabalho em equipe e criatividade, por exemplo. Assim, eles serão capazes de tornar pessoas que criam e desenvolvem e não apenas, que consomem. 

Os games e o ensino de programação, jogadores online e mundo dos games

Os esportes eletrônicos, também conhecidos como e-Sports segue o ritmo e os avanços da tecnologia e vem trazendo jogadores profissionais para o setor. Já é possível ver gamers profissionais online recebendo fortunas nos campeonatos de games e sendo adorados por muita gente. Além, da competição, eles também movimentam muito dinheiro com patrocínios e vendas de itens que conseguem nos próprios jogos.

Esses profissionais se tornam ícone e exemplo para muitos que almejam seguir carreira. O documentário Free to Play  retrata a vida de três jogadores profissionais de diferentes partes do mundo no primeiro torneio internacional de Dota 2, com premiação milionária.

Profissão: YouTuber de games

Além, da carreira internacional de jogador profissional, os amantes de jogos sejam eles crianças, adolescentes ou adultos também estão trilhando o sucesso com vídeos de gameplays e sobre suas vidas pessoais na maior rede social de vídeos do mundo, o YouTube.

A temática acerca de videogames e jogos é um dos assuntos mais populares e comentados na rede social. Existem diversos YouTubers famosos que iniciaram seus canais como passatempo e foram se tornando ídolos na internet e hoje são profissionais com rendimento financeiro nunca imaginado por eles.

Confira os sete mais famosos YouTubers de games do Brasil:

1- Rezendeevil, com mais de 7 milhões de inscritos, o canal é apresentado por Pedro Afonso.

2 – Authentic Games, conta com quase seis milhões de seguidores e é produzido por Marco Tulio.

3 – TazerCraft, também com quase seis milhões de inscritos, o conteúdo é realizado por Pac e Mike.

4 – Venom Extreme, conta com mais de cinco milhões, no controle de Eduardo Faria.

5 – Coisa de Nerd, com quase cinco milhões de fãs está no comando do youtuber Leon.

6 – BRKS Edu, criado pelo Eduardo Benvenutti conta com mais de quatro milhões de pessoas que acompanham o canal.

7 – Canal do Monark, está na sétima posição com mais de três milhões de fãs.

Todos eles contam com milhões de seguidores e bilhões de visualizações nos canais sobre games. Grande parte deles, produzem vídeos sobre um dos jogos mais conhecidos e queridos no planeta: Minecraft.

Quer aprender a programar, criar games e se tornar um YouTuber de sucesso?

Hope School oferece cursos para crianças e adolescentes.

Comunidade Empreendedora
Jean Alex Marcondes Maraschin
Jean Alex Marcondes Maraschin Seguir

Bacharel em Ciência da Computação, especialista em Gerenciamento de Projetos - FGV, Manager da 1° Acadêmia de Programação, jogos e robótica para crianças e adolescentes.

Ler matéria completa
Indicados para você